Conquista

“É sempre a mesma história. E agora?”: descubra uma dica valiosa para sair da ladainha.


Olá!

Hoje eu vou falar um pouco sobre ciclo amoroso vicioso.

Você já esteve em uma situação de repetição na sua vida amorosa, onde você queria que tudo fosse diferente, mas as coisas acabavam acontecendo sempre do mesmo jeito, como um disco arranhado?

Exemplos:

– Você nunca conhece alguém interessante;

– Você sempre conhece pessoas muito interessantes no início, mas que depois elas parecem se transformar em outra pessoa pelo qual você não sente o menor interesse;

– Seus namoros têm términos parecidos, com histórias repetidas de traição e desrespeito;

– Você entra nas suas relações cheio de amor pra dar, mas sempre termina esgotado e de coração partido.

– Você acha que nunca alguém realmente se interessa por você.

– Você está sempre tendo as mesmas discussões com seu marido/esposa, pelas mesmas insatisfações.

Ou então, você tem aquele amigo que sempre vai te contar as “novidades” do seu novo investimento amoroso e você nem se anima mais de ouvir porque já sabe de tudo o que vai acontecer? E ainda aquela amiga que sempre reclama com você das mesmas coisas do namorado, e você não sabe mais o que aconselhar a respeito.

Deu pra sentir o espírito da coisa? O “ciclo amoroso vicioso” foi um nome bonitinho que eu encontrei para dar às situações que se repetem e parecem ser um verdadeiro carma na vida amorosa de uma pessoa. Em todas elas existe algo em comum: um grande desconforto acompanhado da sensação de que se está preso e que as coisas parecem ser muito difíceis de mudar.

Pois eu preciso te dizer: há solução para esse problema!

E a primeira coisa que você precisa entender é que a sua relação com o mundo e com as pessoas não é meramente uma série de acontecimentos fortuitos e sem conexão. Isso quer dizer que: você cria o seu ambiente ao mesmo tempo em que o seu ambiente cria você.

Existe um fenômeno estudado pela psicologia que recebeu o nome de “percepção seletiva”. Falando bem resumidamente e de uma maneira bem simplista, você seleciona as coisas que percebe no mundo de acordo com seus conteúdos internos. Ou seja: seus desejos, seus sonhos, suas fantasias, suas necessidades, entre outros. Estes conteúdos influenciam sua percepção de forma que você não vê tudo o que está no seu ambiente – isso seria impossível. Você faz recortes dele e ainda o complementa com suas interpretações, suposições, deduções, pensamentos e sentimentos a partir do que você viu. Você projeta isso tudo no mundo. Dois exemplos muito comuns e bem concretos: aparecem muito mais doces de dar água na boca na sua frente enquanto você está de dieta; ou quando você está fugindo de alguém ou querendo muito encontrar uma certa pessoa você encontra gente parecida com ela toda hora na rua, a ponto de achar que é ela mesmo!

E aí você me pergunta:

“Ok, Elisa, mas então o que isso tem a ver com a minha vida amorosa? Como isso pode me ajudar?”

Tem a ver que você só vai conseguir quebrar o ciclo vicioso externo do qual você se queixa quando quebrar o ciclo vicioso interno primeiro! Se a sua vida amorosa mais parece uma cena que se repete inúmeras vezes da mesma forma, isso significa que dentro de você tem algo que está também se repetindo inúmeras vezes.

Para mudar o mundo de fora é preciso mudar o mundo de dentro. É preciso primeiro cuidar dos seus pedidos internos.

Pergunta valiosa:

O que está pedindo resolução dentro de você ou na sua vida? Inclusive pode ser fora da temática dos relacionamentos.

Exemplos:

– Medo de ficar sozinho

– Raiva que ainda sente de um(a) ex

– Aquilo que sua esposa/marido fez com você há 10 anos atrás

– A frustração de não estar trabalhando com o que gosta

– Medo de quebrar a cara de novo

– A perda de algo ou alguém próximo, que pode ter acontecido recentemente ou há muito tempo

– A insatisfação com o corpo ou com as próprias atitudes

– Um acontecimento importante ou difícil que se aproxima

Para cuidar da sua vida amorosa, cuide das suas dores, medos e anseios primeiro. Dessa forma, você vai ganhar mais energia e um estado mais aberto de relacionamento com o mundo e com as pessoas à sua volta. Isso vai te ajudar a abrir novas opções de escolha, e escolhas mais conscientes e saudáveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s