Crônica

Eu mudei, irremediavelmente!

woman-1031620

Foi um dia como qualquer outro, assim, simples. Fiz o café pela manhã, como de costume, comi algumas torradas e sentei-me no sofá da sala. Pensei no meu passado, em tudo o que houve e o que eu não queria que se repetisse. Fui tomada por uma terrível angústia, misturada com raiva, misturada com tristeza. Foi quando veio em minha mente: “Não quero passar por isso nunca mais. Eu quero escolher o meu futuro.” Não que eu achasse que tinha total controle sobre tudo o que me aconteceu. Mas, sim, que a partir daquele dia eu poderia escolher algo diferente, de uma vez por todas.

Comecei, então, a imaginar: onde eu gostaria de estar daqui a uns dez anos? Com que tipo de pessoa? E comecei a dizer não a tudo o que me fazia mal e que eu não queria pra mim, como por exemplo: falta de respeito, mentiras, desamor, relações superficiais, gente que não está disposta a se envolver mas finge que está pra tirar vantagem e depois ir embora. Egoísmo. Eu não deixaria passar nada que me desviasse do relacionamento feliz que eu queria construir e que eu sabia, lá no fundo, que merecia.

Resolvi, então, parar de me dar todas as desculpas que eu sempre me dava ou de repetir as mesmas frases mentais dentro da minha cabeça. Eram elas:

“É quase impossível encontrar alguém que preste nos dias de hoje!”

“Ele pode ser minha última oportunidade!”

“Acho que talvez eu esteja sendo muito exigente.”

“Vou tentar mais uma vez, quem sabe ele mude.”

“Acho que não sou boa o bastante.”

Cada frase improdutiva, uma a uma, destruí no meu interior. A partir daquele dia, eu iria cuidar bem de mim, ditando as minhas próprias regras e recusando firmemente tudo o que não passasse por elas. Eu sabia que muitas vezes eu seria tentada com falsidades e mentiras, como tantas vezes já aconteceu. Mas eu não iria me deixar seduzir novamente. Não aceitaria migalhas. Eu iria exigir inteireza, verdade, eu iria exigir o melhor pra mim. Nada menos do que eu merecia. Passaria a acreditar que, SIM, eu MEREÇO estar em um relacionamento tal como eu sempre sonhei!

E então eu fui lá e fiz. Eu me amei de verdade, a cada vez que coloquei eu mesma em primeiro plano. Eu mantive a fé e a cabeça erguida. Eu acreditei. E continuei acreditando, mesmo após algumas decepções e frustrações que eu tirei do meu caminho após superá-las. Mantive a positividade e segui em frente todas as vezes. Afinal, agora a minha felicidade seria de minha inteira responsabilidade. Sempre.

Um dia, olhei para um homem e fiquei encantada. Ao invés de imaginar o pior, me permiti sonhar. Aos poucos foi surgindo algo especial dali. Quando ele percebeu que eu me amava de verdade, ele sabia, no seu íntimo, que tinha duas opções: “Ou eu amo essa mulher tal como ela mostra que merece, ou não poderei mais fazer parte da vida dela”. Ele decidiu ficar.

A princípio, não acreditei no que estava acontecendo. Mas, depois, me dei conta: estava acontecendo nada menos do que eu tinha escolhido viver. Nada menos do que eu tinha decidido que merecia. Nada menos do que um reflexo do meu amor por mim mesma. Então, o que eu estava estranhando?

Aos poucos, deixei minha armadura de lado e confiei no sonho que estava se transformando em realidade. E eu fiz um voto: o de que eu continuaria me amando, pra sempre. Pois eu sabia que, daquela vez, isso era o que de mais valioso eu tinha e que eu não me perderia de mim nunca mais, independente de quem me acompanhasse. Eu mudei, irremediavelmente!